Ruiva

Teu corpo, maturado pelo tempo, expressa em se esguio delinear, segredos, sonhos e promessas, criptografados no fundo da alma e nas fibras de um coração austero mas sempre atento e penitente.

Teu corpo, que não é celeste, mas tem luz própria, enclausura a luz de uma aura em constante ebulição, a buscar entre luas, estrelas e desejos, tudo aquilo que lhe apetece, um mimo, um regalo, um beijo ou um carinho, de modo a atiçar sua luz interior, e assim resplandecer, como o escarlate sol do entardecer, na beleza ruiva de seus cabelos e no bronze castiço de sua pele.

J R Messias

Anúncios

Repleta

Te completo,

me locupleto,

te encho de meu afeto,

que em meu coração guardo

 e não nego,

pois entre quatro paredes,

ou abaixo deste teto,

sou o teu amado, 

no cerne desta paixão,

labuta em verso e alegria,

a traduzir o que para  os 

outros é incorreto,

o que pra nós dois é

pura poesia.


                       J R Messias