Utinga: investigação recomeça

Lúcio Flávio Pinto

O governo do Estado terá que recomeçar, desde o princípio, a apuração de “possíveis ilícitos administrativos” praticados pela Paulitec Construções, na obra do Parque do Utinga. A investigação começou em 2019, cinco anos depois da assinatura do contrato entre a secretaria de Cultura, chefiada pelo arquiteto Paulo Chaves Fernandes (já falecido), e a empresa paulista.

Na confusa e atribulada tramitação do processo, uma das peças principais de instrução era um relatório de auditoria da DAFO’s Engenharia & Consultoria, entregue à Secult em setembro do ano passado. A Auditoria Geral do Estado, porém, só soube do documento no dia 9 deste mês. Pediu acesso ao relatório, que não foi localizado nem nos arquivos nem no e-mail institucional da secretaria, apesar do seu volumoso tamanho.

O auditor-geral José Rubens Barreiros de Leão recomendou a anulação do processo administrativo de responsabilização da empresa, “ante a prática de atos, desde a sua instauração, eivados…

Ver o post original 144 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.