O cúmulo do absurdo — Depressão com Poesia

Psicodélico consumo Droga lícita Perfuma narinas Dos abastados Dos deslumbrados Dos alienados Atrás do barato Ou do Parecer raro O outro é o alí É o nada No mundo Dos extraVagantes Acúmulo Denota Fé dor Com sumo No absurdo. The post O cúmulo do absurdo appeared first on Depressão com Poesia.

O cúmulo do absurdo — Depressão com Poesia

Um comentário sobre “O cúmulo do absurdo — Depressão com Poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.