Caverna do som — Depressão com Poesia

Acordei com esse desenho feito por minha filha na lousa de recados familiar. Poesia ouVida. Caverna do som Orelhas que nunca acabam Cravadas no coração De quem se dispõe A ouvir o não dito Além da cartilagem, do osso temporal Do martelo, da bigorna, do estribo Está a cóclea Espiral de equilíbrio Caracóis Trabalham no…

Caverna do som — Depressão com Poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.