Fragile

Resultado de imagem para fragile

Afinal, o que te fragiliza? É o passar de uma vida ou o a saudade 

trazida pela brisa? 

O lamuriar dos anos a dedilhar meses, deuses e dias, atormenta a  labuta desta infinda crença,

 Daquele que, orando, pensa, em islâmica súplica e pouca sapiência, que demência rima com sofrência, 

Mas que a dura verdade é a que vem da vivência, de atropelos e inconsequências 

Que trazem de volta, que nem maré, as mácula, dores e escaras que um dia, 

O nosso livre arbítrio, ao mar da vida, jogou, abandonou, desprezou e agora voltam como mensagens em garrafas,

A trazerem lembranças, esperanças, vacâncias…


J R Messias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.