Flerte

 

Ajusto o calibre de meu olhar,

no balanço de teu corpo esguio,

vislumbrando tua beleza madura,

tua pele aveludada e teu aroma de orvalho.

 

Encontro neste conjunto,

                           a plenitude de um prazer,                             deveras olvidado,

                                a graciosidade de uma visão                                                            

há muito obliterada,

capaz de preencher  de sentidos,

este desnudo espírito

que tanto procurou,

nesta féretro abandono,

os rastilhos de tua implacável

candura de mulher,

encastelada nos muros altos de um  desejo

verbalmente transitivo,

onde tento encontrar

o tempo e a flexão necessárias

para o teu amor, um dia,

poder conjugar.

 

J. R. Messias

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s